Talma et al. 2013 – Bioelectrical impedance analysis to estimate body composition in children and adolescentes- a systematic review

A análise de impedância bioelétrica (BIA) é um método prático para estimar gordura corporal (% GC). Esta revisão sistemática teve como objetivo avaliar a validade, responsividade, confiabilidade e erro de medição dos métodos BIA na estimativa % GC em crianças e adolescentes. Foram pesquisados estudos relevantes no Pubmed, Embase e Cochrane até novembro de 2012. Dois revisores independentemente analisaram títulos e resumos selecionados para inclusão, bem como os dados extraídos, a avaliação metodológica e a qualidade dos estudos incluídos. Foi realizada uma síntese das melhores evidências para sumarizar os resultados, excluindo, assim, estudos de baixa qualidade. Foram incluídos 50 estudos publicados. Diferenças médias entre a BIA e os métodos de referência (padrão ouro), a validade e medidas convergentes de composição corporal foram consideráveis ​​e variaram de valores negativos a positivos, resultando em evidências conflitantes para validade de critério. Foram encontradas fortes evidências para uma boa confiabilidade, ou seja, correlações (intra-classe) 0,82. No entanto, as diferenças médias teste-reteste variaram de 7,5% a 13,4% do total de % GC na amostra de estudos incluídos, indicando erro de medição considerável. Esta revisão sistemática sugere que o BIA é um método prático para estimar a % GC em crianças e adolescentes. No entanto, validade e erro de medição não são satisfatórios.

Visualize o artigo na integra clicando no link a seguir:

Talma et al. 2013 – Bioelectrical impedance analysis to estimate body composition in children and adolescentes- a systematic review

Redes Sociais
Facebook Sanny
Instagram Sanny

Aproveite e se inscreva no nosso canal, ative as notificações e fique por dentro nos nossos vídeos sobre composição corporal, avaliação física, utilização de produtos e equipamentos.

Curta nosso Blog e Siga a Sanny nas Redes Sociais
error

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*